Processamento Auditivo Central

Processamento Auditivo Central
O que é?

Processamento auditivo é o caminho que o som percorre desde a orelha externa, passando pelas vias centrais auditivas até o córtex cerebral.

O desenvolvimento do PAC ocorre desde os primeiros anos de vida, completando sua maturação na puberdade. É a partir das experiências interativas com o mundo sonoro, que se aprende a ouvir e a falar. Ao ouvirmos ativa-se a seguinte sequência de habilidades auditivas.

• detecção;
• localização e lateralização da fonte sonora;
• reconhecimento;
• discriminação;
• atenção seletiva e sustentada;
• memória de curta duração;
• aspectos temporais da audição.

Um simples distúrbio nessas habilidades pode comprometer a aquisição e o desenvolvimento da linguagem oral e escrita.

Distúrbio do Processamento Auditivo – DPA

Define-se como uma dificuldade em lidar com as informações que chegam pela audição. É um transtorno funcional da audição, onde a criança detecta os sons normalmente, mas tem dificuldades de interpretá-los.

Manifestações Comportamentais

Os indivíduos com distúrbios do processamento auditivo central podem apresentar uma ou mais manifestações comportamentais, como:

1. Quanto à comunicação oral, apresentam:

• problemas articulatórios envolvendo os sons /r/ /l/ e /s/ /z/;
• problemas de linguagem expressiva envolvendo regras de língua (estrutura gramatical);
• dificuldade de contar histórias e dar recados;
• dificuldade em seguir ordens;
• compreensão prejudicada em ambiente ruidoso;
• dificuldade de compreender palavras com duplo sentido, piadas, expressões idiomáticas e ditados populares.

2. Quanto à comunicação lida e escrita, apresentam:

• inversões da posição da letra na palavra escrita;
• trocas de letras na escrita (principalmente surdas e sonoras);
• letra “feia” (disgrafia) ;
• dificuldade de compreender o que lê;
• dificuldade em organizar a linguagem escrita.

3. Quanto ao comportamento social, podem apresentar:

• distração;
• desorganização;
• agitação;
• ansiedade e impaciência;
• impulsividade;
• tendência ao isolamento (quietos demais);
• baixa auto-estima.

4. Quanto ao desempenho escolar, apresentam:

• baixo desempenho em várias matérias (leitura, gramática, ortografia e na interpretação de problemas matemáticos);
• problemas de memória.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *